O “homem vestido de linho” — Respondendo a objeções

2
60

       O “homem vestido de linho” — Respondendo a objeções

         Logo após a matéria referente ao homem vestido de linho ter sido publicada, (para acessá-la clique aqui) recebemos algumas objeções e resolvemos juntá-las em um artigo único para tentar responder a tantas quantas forem possíveis.

OBJEÇÃO 1 Essa matéria não se harmoniza com o ensino da Torre de Vigia!

RESPOSTA: Isso é mentira! O Escravo entende que o “homem vestido de linho com um tinteiro de secretário” descrito no livro de Ezequiel capítulo 9 seja uma referência a Jesus, conforme novo entendimento encontrado na revista A Sentinela, Edição de Estudo de Junho de 2016. O homem vestido de linho do livro de Daniel não recebe a mesma identidade de acordo com a literatura da Torre de Vigia, a qual foi a base para a pesquisa acerca da matéria. Cremos que apenas mostrar a fonte seja suficiente para derrubar essa objeção. Se alguém desejar, basta ler a imagem ou conferir em seus exemplares do livro.

A fonte é o livro: Preste Atenção à Profecia de Daniel, página 203. (O texto da imagem está transcrito logo em seguida para facilitar a leitura)

 

O texto sublinhado em vermelho diz:

“[…] vestido de linho […] Esse “homem vestido de linho não era outro senão um anjo de alta categoria […]”

O texto da imagem circulada em azul reza:

“Embora não se tenha mencionado o nome desse anjo, parece ser o mesmo cuja voz foi ouvida mandando Gabriel ajudar a Daniel com uma visão que acabara de ter. (Compare Daniel 8:2, 15, 16, com 12:7, 8.) Além disso, Daniel 10:13 mostra que Miguel, “um dos mais destacados príncipes”, veio ajudar esse anjo. De modo que o anjo cujo nome não foi mencionado deve usufruir o privilégio de trabalhar de perto com Gabriel e Miguel.

         Essa objeção é absurda e demonstra tamanho desespero e incompetência intelectual, pois se ataca um personagem diferente apenas para “ter o que dizer”. Assim sendo, fazemos aos nossos opositores a mesma pergunta feita em Jó 15:2:

(Jó 15:2) “Será que uma pessoa sábia responderia com argumentos vazios?”

         Fazer isso seria como se uma Testemunha de Jeová usasse Lucas 3:28, 29 para tentar provar que Jesus não é Deus. Você daria crédito a esse tipo de argumento?

(Lucas 3:28, 29) “[…] filho de Er, filho de Jesus, filho de Eliézer […]”

 (OBS: Esse texto de Lucas 3:29 diz que um homem de nome Jesus teve filhos, mas obviamente este não é Jesus, o Cristo).

          Nisso tudo nós vemos um claro exemplo do tamanho do analfabetismo intelectual dos apóstatas – eles são incapazes de assimilar de modo objetivo uma informação lida – não é à toa que abandonaram a Jeová. Afinal, como pode um servo de Jeová resistir às artimanhas que Satanás usa – apostasia – se tal servo sequer consegue entender o que lê do Escravo? (Atos 8:30, 31) Por isso os cristãos devem dar muita importância às aulas de português na escola. Aluno que se diz cristão e que mata aula de português na escola se torna analfabeto funcional e corre risco de se tornar apóstata e criar blog anti-TJ na internet.

Imagem relacionada

OBJEÇÃO 2 A própria Enciclopédia Estudo Perspicaz das Escrituras, publicada pelas Testemunhas de Jeová, reconhece que esse “homem vestido de linho” ajudou Miguel, logo ele tem que ser alguém maior que Miguel.

 

Vejamos a referida citação em que se baseia essa objeção:

   Imagem relacionada   “O anjo que trouxe a Daniel a visão que retratava os empenhos do ‘rei do norte’ e do ‘rei do sul’, revelou também que ele já havia anteriormente atuado como fortalecedor angélico e baluarte durante o primeiro ano de Dario, o medo. (Da 11:1, 6) Os comentadores, em geral, entendem que o anjo prestou este serviço a Dario, mas parece mais provável que tal auxílio tenha sido dado a Miguel, mencionado no versículo precedente (Da 10:21) como tendo lutado ao lado deste específico mensageiro angélico. De modo que havia cooperação e colaboração angélica na luta contra o demoníaco ‘príncipe da Pérsia’, que se esforçara a frustrar o cumprimento dos propósitos de Jeová. — Da 10:13, 14.” — [grifo acrescentado] (Estudo Perspicaz das Escrituras, Volume 1, página 660, verbete “Dario”.)

RESPOSTA: A conclusão dos opositores possui alguns erros básicos:

ERRO 1 — A suposta “ajuda” mencionada pelo Estudo Perspicaz das Escrituras claramente não se refere a uma ajuda que tenha que provir de alguém superior para alguém inferior, mas sim é descrita como uma “colaboração angélica na luta contra o demoníaco ‘príncipe da Pérsia“, assim como o mesmo Miguel recebeu em outra ocasião ajuda de seus anjos numa guerra contra Satanás e seus demônios. — Apocalipse 12:7-9. Dessa forma, tal ajuda é no mesmo sentido de que “somos colaboradores de Deus.” (1 Coríntios 3:9) Ou seja, isso não é ajuda por limitação de capacidade ou por inferioridade, mas por colaboração. Mais uma vez vemos claramente que, pelo que parece, um requisito básico para ser apóstata declarado é ser analfabeto funcional. Mas vou dar um incentivo aos apóstatas declarados: sigam o exemplo do rei… me refiro ao rei do futebol – Pelé:

 

 

ERRO 2 — Tal objeção pressupõe que Miguel seja inferior ao “homem vestido de linho” de Daniel. No entanto, ficou provado na PARTE 1 desse artigo que Miguel (Jesus) é superior a tal personagem que não estava conseguindo vencer um único demônio sequer. — Daniel 10:13;

ERRO 3 — Seres superiores também podem possuir colaboradores ou ajudadores inferiores:

        A Bíblia descreve homens imperfeitos como “cooperadores de Deus” (1 Coríntios 3:9 ACF, NVI). Deveríamos concluir com isso que Deus é inferior ou igual aos homens? Logicamente não! No entanto, não é esse o caso do “homem vestido de linho” de Daniel, o qual pediu a ajuda de Miguel porque não conseguia vencer o “príncipe da Pérsia”. (Daniel 10:13)

          Assim fica provado que as objeções levantadas não resistem a uma análise cuidadosa das escrituras.

 

2 Comentários

Deixe uma resposta

Escreva seu comentário
Por favor, entre com seu nome aqui