A bíblia ensina que somente o corpo vai ao Seol (sepultura)?

3
17

A BÍBLIA ENSINA QUE SOMENTE O CORPO VAI AO SEOL (SEPULTURA)?

        Muitos pensam que as declarações bíblicas sobre os mortos estarem inconscientes no Seol (sepultura) se limitam ao cadáver, e não ao ser como um todo, incluindo seu intelecto. Isso é falso. A bíblia diz claramente que a alma vai ao Seol.

(Salmo 16:10) “Porque não deixarás a minha alma no Seol.”

 

        O apóstolo Pedro aplicou isso a “respeito da ressurreição do Cristo”, o qual não “foi abandonado no Hades.” (Atos 2:31) Ou seja, a alma de Cristo (a vida dele, neste caso) é tirada do Seol/Hades porque esteve lá.

        Veja também essas passagens nos Salmos:

(Salmo 30:3) “Ó Jeová, fizeste subir a minha alma do próprio Seol.”
(Salmo 49:15) “[…] Deus remirá a minha alma da mão do Seol.”

 

             Por que isso? Porque segunda a bíblia, não há uma separação dualista na essência humana. Veja como o salmo a seguir faz um paralelo entre o corpo e a alma como sendo sinônimos:

(Salmo 84:2)Minha alma teve saudades e também se definhou pelos pátios de Jeová. Meu próprio coração e minha própria carne gritam de júbilo para o Deus vivente.”

 

        Então fica provado que a própria alma desce à Sepultura ou Seol/Hades, não “apenas o cadáver”.

3 Comentários

  1. Olá A Verdade é Lógica

    Boa noite

    A doutrina da mortalidade da alma não se sustenta pois não é possível que um fôlego de vida inconsciente ao se juntar a uma corpo inconsciente forme um ser consciente logo deve sim existir um elemento espiritual consciente que efetivamente faça o ser ser consciente e esse elemento é justamente a alma imortal.

    Um abraço

    Luiz

    • Luiz, obrigado por sua resposta.

      Este artigo é sobre a alma, não sobre fôlego. Segundo a bíblia, a alma está no sangue. (Levítico 17:14) Eu acredito que você não pense que existe uma pessoa consciente dentro de nosso sangue, e dentro do sangue animal.

      Você disse:
      “não é possível que um fôlego de vida inconsciente ao se juntar a uma corpo inconsciente forme um ser consciente”.

      Resposta:
      A sua resposta é boa e parece ter lógica. No entanto, existem 3 problemas com ela:
      1) Não tem embasamento bíblico;
      2) Ela ignora que o ser humano tenha um cérebro;
      3) Ela extrapola na implicação de que algo imaterial possa sobreviver sem corpo;

      Quando você nasce, você não tem consciência de muita coisa. O recém nascido nem ao menos sabe que existe, ele não tem consciência de nada. A consciência é algo adquirido com o passar dos anos e o aprendizado depende totalmente de fatores físicos. Crianças mal nutridas aprendem menos, problemas cerebrais interferem diretamente no aprendizado. Portanto, acho que sua colocação não se sustenta diante das evidências.

      Você falou:
      “deve sim existir um elemento espiritual consciente”.

      Resposta:
      Se assim fosse, então quando uma pessoa desmaia ela deveria estar consciente sempre. Mas não é isso que acontece. A bíblia diz que os mortos estão inconscientes. (Eclesiastes 9:5-10) Ninguém duvida que a mente precisa do cérebro para estar consciente. Se você tem um problema no cérebro, você perde habilidades. Eu até concordo que a consciência seja adquirida de forma intelectual e não física, mas ela depende totalmente do físico. E sendo assim, não pode existir consciência sem o cérebro. Mas isso não é alma, e sim mente.

      Na bíblia, a mente não é a alma.
      (Marcos 12:30) “Ame a Jeová, seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma, de toda a sua mente e de toda a sua força.”

      Note que nessa passagem a alma, o coração, a força e a mente são coisas distintas. (Veja também Mateus 22:37 e Lucas 20:27)

      Eu concordo que a mente seja imaterial. E, sendo que o ser humano possui uma mente, então o ser humano possui algo imaterial. No entanto, tal mente não pode estar consciente sem cérebro. Por isso, quando há morte cerebral, então há uma inconsciência total do ser.

      Por isso a crença da ressurreição faz total sentido! Quando Deus introduzir a mente de volta num novo corpo, então haverá uma ressurreição da mesma pessoa, com todas as suas faculdades perceptivas e memórias.

      Abraço.

  2. Olá A Verdade é Lógica

    Bom dia

    Primeiramente gostaria de dizer que respeito seu posicionamento teológico.

    Tudo bem, de fato é sobre a alma porém embora sejam coisas diferentes estão interligadas das mesma forma quando se fala sobre a doutrina da mortalidade da alma e do aniquilacionismo seja proporcionalista ou instantanialista, mas entendi seu posicionamento. Em relação a questão da alma e sangue temos que entender não só o que está escrito mas sim o que Deus quer falar no que está escrito.

    1) Em relação a não ter base bíblica respeito seu entendimento teológico sobre o tema, porém discordo pois para se compreender o que a Bíblia quer dizer não basta apenas observar o que está escrito mas o que está corretamente entendido no que está escrito pois a mensagem bíblica é antes de tudo espiritual que se manifesta de forma visível no papel em letras (aspectos materiais).

    2) Muito boa a sua observação, porém o cérebro não anula a alma imortal pois os dois interagem de forma complexa. Observe uma coisa o fôlego de vida da visão mortalista por ser inconsciente não pode ativar o cérebro pois não possui em si um elemento espiritual consciente que age para tal conexão. Então no caso da visão mortalista não haveria resposta por parte do cérebro.

    3) A alma imortal tem características criadas por Deus e uma delas é a sobrevivência fora do corpo e isso é uma das provas do Projeto Inteligente de Deus pois Deus projetou e calculou a alma de maneira precisa para que a mesma desempenhe suas funções seja fora ou dentro do corpo.
    Certo, um recém nascido realmente não sabe nada sobre si, porém isso não significa que o mesmo não seja já um ser pessoal com uma individualidade e isso quem garante é a alma imortal que mantém a pessoalidade do ser. O cérebro não garante por si tal individualidade pois a priori é inconsciente e o fôlego de vida inconsciente também não, logo temos que ter uma alma ou espírito imortal. Até mesmo na visão mortalista o cérebro responde à ação do fôlego.

    Devido a complexa interação da alma imortal com o cérebro a consciência vai se desenvolvendo mas tal desenvolvimento se dá justamente pela interação. O entendimento mortalista parece muito com a visão materialista e na verdade a visão materialista é mais próxima de ser chamada “alma vivente’ do que a mortalista pois na visão mortalista quando um ser morre, 50% morre( corpo) e 50% continua vivo (fôlego de vida) volta para Deus e na visão materialista aí sim há a morte total.
    Mais uma boa observação sua sobre a questão do desmaio, quando a pessoa desmaia ela não deixa de ser um ser pessoal graças a alma imortal, o que ocorre é que existe sim uma complexa interação do corpo e alma e a alma comunica ao corpo informação e quando o corpo desmaia tais informações são direcionadas para a alma e isso é uma caracteristica da alma. Existe sim a totalidade de corpo, alma e espírito como a visão mortalista costuma dizer o ser total. Se uma pessoa desmaia a totalidade continua.

    A questão da consciência estando o ser vivo na terra depender do cérebro se deve à complexa interação mas o cérebro também depende da ação espiritual e um fôlego inconsciente não pode gerar consciência. Não é possível o aspecto material gerar a mente, pois até mesmo na visão mortalista o cérebro prescisa do fôlego de vida então antes tem o aspecto espiritual. Enquanto o ser humano está vivo na terra tanto a alma quanto o cérebro funcionam em harmonia e interação.
    Pelo que eu entendo da visão mortalista, se eu tiver errado por favor me corrija, é o cérebro que define a personalidade mas como isso é possível se o cérebro é essencialmente inconsciente ? E o cérebro depende da ação do fôlego de vida para gerar a mente e depois interage com o próprio fôlego e aí seria uma interação inconsciente e aí onde está a personalidade do ser humano? No fôlego ? No cérebro? Se se argumentar que a personalidade é a soma isso não define um ser em si apenas define uma soma.

    Um grande abraço

    Luiz

Deixe uma resposta

Escreva seu comentário
Por favor, entre com seu nome aqui