Qual deve ser a opinião dos cristãos sobre o aborto?

0
27

Qual deve ser a opinião dos cristãos sobre o aborto?

        Os cristãos sabem que o aborto é errado, pois é um assassinato. Ainda assim, nós não tomamos partido nas questões políticas que o tema envolve.

        Isso significa que, embora preguemos a mensagem da bíblia a todas as pessoas nas casas e nas ruas, (o que inclui mostrar o conceito de Deus sobre o aborto – clique aqui), não nos envolvemos em lados políticos – esquerda ou direita – sobre a questão. Nossa pregação e nosso ativismo contra o aborto se limitam à esfera religiosa, onde mostramos o conceito de Deus sobre o assunto, sem entrar no cenário político. Não há nem haverá uma “bancada jeovista antiaborto” na política, tampouco haverá protestos nas ruas da nossa parte.

        Alguns podem se sentir tentados a raciocinar de forma errada a fim de justificar um aborto. Vejamos alguns argumentos usados:

 

  • “Meu corpo, minhas regras”

    Imagem relacionada

           Isso é falso. Um corpo não possui 4 pulmões, 4 rins, 2 corações. Se o bebê fosse o corpo da mulher, a mulher é quem morreria em um aborto. Como poderia uma mulher matar seu próprio corpo e continuar viva? Obviamente, o bebê não é o próprio corpo de uma mulher, mas outro corpo totalmente distinto, porém, temporariamente dependente da mãe. Assim, esse argumento é falso.

  • “Eu não sou obrigada a ter um filho que não quero”

    Imagem relacionada

           Atualmente, existe uma cultura imposta na sociedade humana que prega a exclusão da responsabilidade das pessoas por seus erros. No entanto, Deus nos responsabiliza por nossos erros.

(Gálatas 6:7) “Pois o que a pessoa semear, isso também colherá.”

        Assim, essa cultura moderna que promove o pensamento de inconsequência nas pessoas, quando estas podem fazer o que bem entendem e simplesmente eliminar as consequências, não está em harmonia com o pensamento de Deus.

 

  • “O feto não é vida!”

    Imagem relacionada       Isso é falso. Aquele que alega tal absurdo não entende nada de biologia. Se até mesmo uma bactéria é uma vida, por que não um feto? Se alguém encontrasse hoje uma bactéria na lua, certamente a mídia diria que “achou-se vida” na lua. Assim também, o feto é sim uma vida, e não é a ignorância das pessoas que vai mudar isso. O que a bíblia diz? Segundo a bíblia, o embrião é vida.

(Salmo 139:13-16) “Pois tu produziste os meus rins; Mantiveste-me abrigado no ventre da minha mãe. Eu te louvo porque fui feito maravilhosamente, de um modo espantoso. Tuas obras são maravilhosas, Eu sei disso muito bem. Meus ossos não estavam escondidos de ti Quando fui formado em secreto, Quando fui tecido nas profundezas da terra. Teus olhos até mesmo me viram quando eu era um embrião; Todas as partes dele estavam escritas no teu livro Com respeito aos dias em que foram formadas, Antes de existir qualquer uma delas.”

 

  • “Se o aborto existisse, não haveria tantas crianças miseráveis na rua”

    Resultado de imagem para kids homeless cartoon

           Se as pessoas seguissem a bíblia, não haveria nenhuma criança miserável na rua e não seria necessário aborto para isso. A bíblia mostra que Deus espera que filhos sejam resultado de união familiar.

(Efésios 6:1-4) “Filhos, sejam obedientes aos seus pais em união com o Senhor, pois isso é justo.  ‘Honre seu pai e sua mãe’ — esse é o primeiro mandamento com uma promessa: ‘Para que tudo vá bem com você, e você permaneça por muito tempo na terra.’  E pais, não irritem os seus filhos, mas continuem a criá-los na disciplina e na instrução de Jeová.”

        Infelizmente, no entanto, os que defendem o aborto preferem resolver o problema das crianças pobres por matá-las, em vez de por aplicar os conceitos bíblicos. Não parece diabólico isso?

Casos de estupro

         Não há dúvidas que esses casos são muito tensos e complicados. Ainda assim, a vida de um bebê, para Deus, é mais valiosa que a opção daqueles que o rodeiam. Nenhuma preferência humana justifica matar alguém.

     (Romanos 12:17) “Não retribuam a ninguém mal com mal. Preocupem-se com o que é bom aos olhos de todas as pessoas.”

           Muitas das pessoas que defendem o aborto em casos de estupro também são contra a pena de morte para o estuprador. Assim, a inversão de valores propagada por Satanás resulta em morte para as vítimas e vida para os criminosos. Se o bebê, que é resultado de um estupro, não tem direito a vida, por que o estuprador, que é a causa do bebê, tem? Não há dúvidas de que esse é o mundo do Diabo.

(Isaías 5:20) “Ai dos que dizem que o bom é mau e que o mau é bom.”

         Muitas argumentam algo como: “Não sou obrigada a conviver com essa dor”. As pessoas que comentam isso acham que somente elas vivem com dores, mas não é assim. Existem muitas pessoas que foram atropeladas por motoristas embriagados, e que vão conviver com suas dores pro resto de suas vidas. Matar a criança – aborto – não proporciona um “Cntrl + Z” no trauma, apenas acrescenta mais culpa à mãe.

         Existem muitos casos em que vítimas de estupro acabam amando seus filhos de modo sublime, e o amor por seus filhos supera o trauma. Deus dará força a todos aqueles que sofreram de tal mal e que decidiram fazer o que é certo. (2 Coríntios 1:3)

 

Deixe uma resposta

Escreva seu comentário
Por favor, entre com seu nome aqui